Apresentação

A Instituição Assistencial e Educacional Amélia Rodrigues é uma entidade sem fins lucrativos, que desde 1992 contribui para a melhoria de crianças e seus familiares, provenientes de comunidades em situação de vulnerabilidade social no município de Santo André, no ABC Paulista.
Nossos trabalhos estão voltados às questões de cunho socioeducativo, por meio dos Projetos de Educação Infantil, Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, Projeto com Gestantes, além de programas de atendimento voluntário em diversas áreas.
Atualmente, a Instituição atende a crianças, em período integral e parcial, com até 4 refeições diárias. Para desenvolver todo esse trabalho com padrão de excelência, a Instituição conta com funcionários nas diversas áreas, além de voluntários. São fontes de recursos eventos beneficentes, bazares, convênios, parcerias público, privadas e doações. 

1979

Criação do Departamento de Assistência Social do Centro Espírita Doutor Bezerra de Menezes. Atendimento de gestantes, auxílio alimento, encaminhamento a serviços públicos, doação de medicamentos, consultas médicas, cursos de educação de base, recreação dirigida, visitas domiciliares e evangelização.

1982

A Instituição Amélia Rodrigues recebeu, da Prefeitura de Santo André, um terreno com 3000m2, com cessão de uso por 30 anos, com o compromisso de construir uma creche no local.

1986

Começou a funcionar a creche/ berçário da Instituição, ainda como departamento do Centro Espírita Dr. Bezerra de Menezes.

1992

Por força de Lei, a Creche desvinculou-se do Centro Espírita e passou a ter personalidade jurídica própria.

2000

O prazo de cessão de uso foi renovado por 30 anos com prorrogação por igual período.

HOJE

A qualidade e credibilidade dos trabalhos realizados pela Instituição Amélia Rodrigues são destaques ao longo de sua história. Localizada na Vila Guiomar, em Santo André, atende aos núcleos Tamarutaca, Sacadura Cabral e Palmares, oferecendo assistência direta às crianças e indireta aos seus familiares e à comunidade.
Atualmente, a Instituição atende a 219 crianças, com idades entre 03 meses até 10 anos, em período integral e parcial, com até 4 refeições diárias. Trabalho esse realizado por funcionários e profissionais voluntários, em diversas áreas.
Para desenvolver todo esse trabalho, com padrão de excelência, a Instituição arrecada verbas por meio de doações diversas, eventos beneficentes, parcerias públicas e privadas e através das empresas participantes do Projeto Investidor Social.

Conforme o Artigo 3º do Estatuto Social são finalidades da Entidade: a) Atender a crianças e adolescentes de ambos os sexos, da faixa etária de zero a dezessete anos. b) Ensejar e facilitar meios, objetivando o desenvolvimento físico, mental, moral e social das crianças e adolescentes. c) Promover a família, defender e garantir os seus direitos. d) Facilitar e promover a participação da família na definição das propostas educacionais e socioassistenciais. e) Possibilitar à criança, em idade escolar, várias opções que contribuam com o seu plano de desenvolvimento. f) Criar oportunidades para a construção de conhecimentos e desenvolvimento das práticas profissionais. g) Oferecer atendimento à gestante nutriz. h) Desenvolver atividades nas áreas culturais, esportivas e educacionais de interesse da comunidade. Por ser uma associação de interesse público, sem fins lucrativos ou econômicos, é gerida por uma assembleia geral, constituída pelos associados efetivos, que elege a diretoria executiva e o conselho fiscal.

Atuar principalmente com crianças a partir de 03 meses de idade, adolescentes e respectivas famílias dos assistidos que vivem em situação de vulnerabilidade social - moradores dos Núcleos: Tamarutaca, Sacadura Cabral e Palmares, em Santo André.

Nossa missão é Educar a criança, o adolescente e suas respectivas famílias em vulnerabilidade social, proporcionando-lhes um ambiente educacional adequado, estimulando-os a se tornarem cidadãos conscientes, criativos, participativos, por meio de mecanismos que os induzam a atuar como membros integrantes e transformadores da sociedade.

Amélia Augusta do Sacramento Rodrigues, mais conhecida por Amélia Rodrigues, nasceu em 26 de maio de 1861, na Fazenda Campos, Freguesia de Oliveira Campinhos, Município de Santo Amaro da Purificação, no Estado da Bahia. Desde cedo mostrou sua vocação inata para o magistério e durante sua vida foi reconhecida como expoente cultural das Letras na Bahia. Foi professora emérita, poetisa, escritora, teatróloga. Começou a lecionar ainda muito jovem no Arraial da Lapa e depois em Santo Amaro da Purificação, onde exerceu a profissão de professora por oito anos consecutivos. Em 1891, pelo seu amor à causa do ensino, diante de sua capacidade ímpar na tarefa de ensinar e pelo grande conceito na comunidade, passou a lecionar na Escola Central do Bairro Santo Antonio, em Salvador. Mesmo após se aposentar, Amélia Rodrigues continuou trabalhando em prol do ensino: fundou o Instituto Maternal "Maria Auxiliadora", que mais tarde transformou-se na "ação dos Expostos". Aproveitando o tempo disponível, dedicou-se à literatura e ao jornalismo, colaborando em publicações religiosas, como "O Mensageiro da Fé", "A Paladina" e "A Voz". Escreveu as peças teatrais "Fausta" e "A Natividade", poesias ("Religiosa Clarisse" e "Bem Me Queres"), obras para literatura infantil, didáticas e romances. O governo do Estado da Bahia, por meio da lei nº 182, de 20 de outubro de 1961, criou o Município de "Amelia Rodrigues", em homenagem à educadora. Amélia Rodrigues faleceu em 22 de agosto de 1926, aos 65 anos de idade, deixando a marca de um trabalho inigualável, tanto na educação quanto na Literatura e na Assistência Social.

CNAS - Conselho Nacional de Assistência Social
CMAS - Conselho Municipal de Assistência Social
CMDCA - Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente
Certificado de Fins Filantrópicos
Utilidade Pública Federal 
Utilidade Pública Estadual 
Utilidade Pública Municipal 
Entidade filiada Federação das Entidades Assistenciais de Santo André

A qualidade e credibilidade dos trabalhos realizados pela Instituição Amélia Rodrigues são destacados.

Prêmio "Bem Eficiente 2001 e 2004" principal Prêmio dedicado ao terceiro setor no Brasil, concedido pela Kanitz & Associados às 50 melhores entidades filantrópicas do Brasil.

Prêmio "Desempenho 2000" concedido pela Revista Livre Mercado, publicação do ABC Paulista.

Prêmio "Nossas Madres Terezas 2003" concedido à presidente da Instituição Amélia Rodrigues, Terezinha Santa de Jesus Sardano, pela Revista Livre Mercado, publicação do ABC Paulista.

Prêmio "CICESP" Cruz do Mérito do Empreendedor Juscelino Kubitschek 2002 concedido pelo Centro de Integração Cultural e Empresarial de São Paulo (CICESP) à Instituição Amélia Rodrigues pelo reconhecimento da excelência e qualidade de suas ações e serviços de responsabilidade social.

A Câmara Municipal de São Paulo confere, em 27 de junho de 2016, o Prêmio Chico Xavier de Reconhecimento Humanitário, pelo conjunto de ações revestidas de respeito e amor ao semelhante.